sexta-feira, 22 de junho de 2012

Rio - 20 : Traficantes vão proibir venda de crack

Apesar das UPPs, o tráfico no Rio ainda tem poder a ponto de ordenar, até com cartazes, a proibição da venda de crack nos pontos de drogas. Nada de pena dos consumidores que são condenados à morte inalando a mistura de cocaína e bicarbonato de sódio das pedras. Pura estratégia negocial: as pedras custam R$ 5, enquanto um papelote de cocaína custa R$ 50. Os usuários de crack acabam se estabelecendo perto dos pontos de venda, formando cracolândias, o que afasta os consumidores das drogas mais caras que temem o risco de ir ao local comprar maconha ou pó.

Os bandidos chegaram à conclusão que não vale a pena ter uma base de muitos clientes pobres que acabam rebaixando a imagem dos seus pontos de drogas. Preferem ter poucos clientes que comprem produtos de maior valor agregado e de maiores margens de lucro, como a cocaína, vendida aos mais ricos. Como tráfico de drogas não tem a flexibilidade, por exemplo, do sistema bancário, que deixa os pobres nas filas em agências lotadas, loterias e correios, o chamado "lixo bancário", criando unidades de luxo para os mais ricos (seletividade de clientes), o jeito foi acabar com o "lixo viciado". 

Um comentário:

  1. LIVRO LIVRO LIVRO LIVRO LIVRO

    POR FAVOR NOS AJUDE A DIVULGAR !!

    *** CRACK - Como Prevenir e Combater? ***

    Face o alastramento do consumo das drogas lícitas e ilícitas, e o agravamento do conjunto das consequências inerentes,
    a exemplo de miserabilização e violência, várias entidades civis e governamentais vem apresentando e desenvolvendo programas especiais. Entre o conjunto de drogas a disposição e uso, a pedra de crack tem merecido destaque, haja vista a natureza e amplitude dos danos que causa em todas as pessoas e seu entorno.

    É no sentido de esclarecer não só o usuário de drogas e na busca de meios de como prevenir e combater que este livro foi lançado !

    contato (51)3226-8668
    rigel@editorarigel.com.br

    Livro: Crack e o Labirinto das Drogas
    Autora : Alexandra de Souza

    assista o video da autora:

    http://www.youtube.com/watch?v=zyrlZKLV4sQ

    ResponderExcluir